Lifestyle

Como escolher a cabeceira perfeita para a sua cama?

A cabeceira capitonê entrou para a listagem de decoração do quarto deixando o ambiente mais confortável e aconchegante. Confira!

Foi-se o tempo em que a cabeceira da cama não recebia muita atenção. Além de ser responsável pelo conforto e por servir de encosto em momentos de leitura antes de dormir, por exemplo, a cabeceira estofada entrou na lista de móveis essenciais na decoração de um quarto.

Cabeceira capitonê | Reprodução Atelier Clássico

As camas atuais não vêm com o famoso encosto, por isso, você pode usar a imaginação e escolher aquela que mais combina com você e com a decoração do seu quarto na vasta gama de cabeceiras disponíveis em lojas como a Atelier Clássico.

Além das versões disponíveis, tem também a possibilidade de criar a sua própria cabeceira, com estofados, pallets, e etc. Mas uma em especial, que nunca sai de moda, combina com qualquer tipo de decoração e continua a cativar é a cabeceira clássica em capitonê.

Modelo de cabeceira | Reprodução Atelier Clássico

A técnica do capitonê existe há séculos e consiste em um trabalho artesanal que pode ser desenvolvido em diferentes tecidos. Feito por pespontos ou botões, o processo acontece com uma costura profunda que compõe padrões geométricos. O melhor de tudo é que esta estética ganha releituras e nunca deixa de estar em alta.

Também conhecida como cabeceira Luiz XV, por conta das suas linhas imperiais e suntuosas, a cabeceira clássica tem como características principais o acabamento entalhado ou trabalhado em desenhos de arabescos, coroas e flores de lis, o estofado com capitonê e a dimensão mais alta que a dos demais modelos de cabeceira. 

Cabeceira capitonê conhecida como Luís XV | Reprodução Atelier Clássico

Sua base costuma ser feita com MDF, MDP ou madeira maciça, com ou sem estofado, que pode ser feito em veludo, camurça, couro ou linho em diversas cores. Imponente e robusta, ela conta com acabamento em pintura metalizada dourada, prateada ou branca, efeito pátina fosco, laca brilhante, envernizado ou natural com a matéria-prima aparente/rústica. 

Outra opção de cabeceira clássica, não tão comum, mas também encontrada em lojas especializadas em móveis e decoração, é a cabeceira clássica de ferro. Mais delicada e com traços leves, ela é menos majestosa que a versão de madeira, no entanto, suas linhas também são curvas e bastante desenhadas, algumas com detalhes de pequenas flores e folhas.

Cabeceira clássica (solteiro) | Reprodução Atelier Clássico

Esteja ela presente em uma cama clássica ou aplicada em uma cama box, mais atual para um quarto moderno e contemporâneo, a cabeceira clássica é capaz de criar um novo padrão estético e conferir ao cômodo um clima sofisticado e, por vezes, luxuoso. Basta complementá-la com uma cortina vitoriana, almofadas com estampas antigas, poltrona, criado-mudo e cômoda coloniais, além de um abajur clássico são alguns dos elementos indicados.

Outra sugestão para o uso da cabeceira clássica no dormitório é não exagerar na quantidade de acessórios e adereços, evitando deixar o ambiente carregado e visualmente cansativo. Gostou das dicas? Agora só falta passar na Atelier e garantir aquela que mais combina com você!

Foto capa: Reprodução Atelier Clássico

Deixe seu carinho nos comentários!

%d blogueiros gostam disto: