Zodíaco

Mapa Astral: o que é e como deve ser encarado?

No mês do Astrólogo, especialista explica porque o mapa astral é uma ferramenta importante de autoconhecimento

Você já deve ter esbarrado por aí com os termos astrologia, astrólogo, horóscopo e Mapa Astral. Mas, afinal, o que são todas essas coisas e como podemos utilizá-las no dia a dia? O Astrolinkmaior plataforma de astrologia da América Latina, aproveitou o Dia do Astrólogo, comemorado neste dia 6 de janeiro, para esclarecer essas dúvidas, resgatando também parte dessa história e a importância desta ciência.

Antes de falar sobre como o Mapa Astral pode ser uma excelente ferramenta para conquistar objetivos e fortalecer o autoconhecimento, é importante entender que a astrologia é uma ciência milenar, que estuda o posicionamento dinâmico de determinados astros e pontos no espaço em relação à Terra e a sua possível interação com os eventos terrestres, nossa personalidade e vivência cotidiana.

Já os astrólogos são os estudiosos responsáveis por essas análises, fomentando este conhecimento que, embora possua alta subjetividade, é estruturado em métodos, teorias e possui linguagem própria.

Afinal, o que é e para que serve o Mapa Astral?

De acordo com o Astrolink, podemos pensar no Mapa Astral como uma fotografia do céu no instante em que nascemos, naquele primeiro momento de caos quando saímos de uma dependência simbiótica com o útero materno para nos manifestarmos no mundo de forma singular.

A partir daí, as diversas configurações astrológicas daquele momento, o que chamamos de Mapa Astral, nos ajudam a compreender diversos aspectos da nossa personalidade, como expressamos emoções e como enxergamos as mais diferentes situações no decorrer da vida.

Compreender como esses os astros, ângulos, signos, casas e aspectos astrológicos nos influenciam pode trazer força e empoderamento para que melhores decisões sejam tomadas, reconhecendo nossas vantagens, déficits e convivendo pacificamente com quem somos, diminuindo expectativas irreais.

E o horóscopo?

O Astrolink explica que o horóscopo é, de maneira resumida, a interação entre os astros em trânsito do momento, formando aspectos e se comunicando com o posicionamento dos astros do seu Mapa Astral.

Cada aspecto formado interage de uma forma específica e pode influenciar acontecimentos fáceis ou difíceis de lidar, mas não menos importantes. Cada aspecto tem uma duração específica e, por isso, conseguimos mostrar o período que é mais propício àqueles acontecimentos.

Por exemplo, uma consulta ao horóscopo pode te ajudar a entender qual é a melhor ou pior época para se iniciar um grande negócio, investir em um novo empreendimento ou esperar e repensar sobre seus planos. Afinal, aspectos complicados podem proporcionar desafios, mas os astros oferecem pistas do melhor caminho a seguir.

O Dia do Astrólogo

O dia 6 de janeiro é conhecido pelos cristãos como o Dia de Reis, uma homenagem aos três Reis Magos, aqueles que presentearam Jesus Cristo em seu nascimento com mirra, incenso e ouro. O que muita gente não sabe é que a mesma data marca o Dia Mundial do Astrólogo, mas que as comemorações não são mera coincidência. Pelo contrário, essa concomitância acontece porque, na antiguidade, os astrólogos eram vistos como sábios e, inclusive, Belchior, Baltazar e Gaspar – os três Reis – eram reconhecidos como astrólogos e foram eles que identificaram e anunciaram o nascimento de Jesus.

A astrologia, portanto, era parte importante de culturas ancestrais que se valiam da posição dos astros como coordenadas para a observação de eventos cíclicos que aconteciam na terra, usando este conhecimento para gerir plantações, colheitas, navegações, guerras entre outros.

Foto Capa: Reprodução Web

Sobre o autor

Criado em 2018, o Blog Julli Terra tem a missão de te deixar informado sobre tudo o que acontece no mundo da moda, além de trazer matérias incríveis sobre o universo feminino.

Deixe seu carinho nos comentários!

%d blogueiros gostam disto: